Promotor romântico com Suzane von Richthofen é punido

A Corregedoria-Geral do Ministério Público de São Paulo decidiu aplicar uma pena de suspensão de 22 dias ao promotor Eliseu José Berardo Gonçalves, de Ribeirão Preto. Ele é acusado por Suzane von Richthofen, condenada por matar os pais em 2002, de tentar seduzi-la dentro da Promotoria. Berardo nega a acusação.

Segundo a jovem, o promotor se ofereceu para ajudá-la e teria colocado uma música romântica quando ela foi ao gabinete dele, em 2007, depor sobre maus tratos na Penitenciária de Ribeirão, onde estava presa.

De acordo com a decisão publicada na terça-feira, no Diário Oficial do Estado, ele “descumpriu seu dever funcional” previsto na Lei Orgânica do Ministério Público Estadual. Segundo a decisão, o promotor deve “manter, pública e particularmente, conduta ilibada e compatível com o exercício do cargo”.

De acordo com a Folha, o promotor invocou a justiça divina e afirmou que muitas das provas colhidas eram falsas e que pessoas “mentiram descaradamente”. Nos 22 dias de suspensão, ele não vai receber salário. Procurada, a Corregedoria não disse a qual caso se refere a punição – alegou que o processo corre sob sigilo. Mas o promotor admitiu que é o caso de Suzane.

O advogado de Suzane, Denivaldo Barni, disse na época, e reiterou nesta terça, que só soube pela imprensa do depoimento da cliente.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Promotor romântico com Suzane von Richthofen é punido

  1. Kanda

    Irk… que mau gosto! E a víbora ainda ficou ultrajada. Não entendo isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s