TJ de SP afasta 13 juízes dos cargos, por terem se tornado réus em processos administrativos

O Tribuna de Justiça de São Paulo tem 13 juízes postos em disponibilidade, porque cometeram faltas graves no exercício da atividade jurisdicional. Quando a gente fala de “falta grave”, entenda-se que são atitudes ilegais e imorais. De não realizar sua tarefa jurisdicional a casos de corrupção.

O fator bom nessa história é que o TJ de SP está investigando e punindo os magistrados que agem conta a lei.

A leitura negativa é que esses malandros acabam deixando a magistratura com uma polpuda aposentadoria, o que é uma vergonha.

Ainda está fresca na memória o insuperável caso do juiz Nicolau dos Santos Neto, aquele que desviou uma boa parte dos 169 milhões de reais usados na construção do prédio do Fórum Trabalhista da Barra Funda, que se tornou um símbolo da corrupção no país.

O juiz Nicolau foi preso, julgado e condenado, mas leva uma vida muito boa dentro de sua casa. Pois é: cadeia foi feita para preto, pobre e puta, diz a velha máxima.

O caso mais recente de punição contra um juiz saiu esta semana: o TJ de SP afastou da função o dr. juiz de Duartina, cidade do interior paulista.

Alípio Roberto Figueiredo Cara foi posto em  disponibilidade. Isto é, vai ficar em casa recebendo seu salário de quase 20 mil reais até que, num futuro incerto, seja demitido ou aposentado.

Entre as muitas maracutaias desse nobre magistrado estão: favorecimento a funcionária pública por não cumprir determinações legais, negligência no exercício da função correcional, paralisação injustificada de processos e uso de servidor público e bens públicos em benefício de empresa familiar.

A gente só fica sabendo dessas coisas por milagre, porque os processos correm em segredo e sigilo absoluto. Só vazam para fora dos muros do tribunal, porque tem servidor que considera importante a sociedade saber como agem os defensores da lei e da moral púbica.

Parabéns aos magistrados que votaram pelo restabelecimento da dignidade e da moralidade entre seus pares;.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

5 Respostas para “TJ de SP afasta 13 juízes dos cargos, por terem se tornado réus em processos administrativos

  1. Arlindo

    A maior corrupção está no judiciário. É venda de sentença, venda de liminar e outros tipos de favorecimento, por alguns juízes. O crime no Brasil acaba sendo um negócio muito lucrativo.

  2. Luis Bassoli

    Parabens pelo seu site. Como pode ver pelo ip, acesso-o diariamente.
    Mas comento para pedir que você corrija a palavra ‘processo’ no título.
    Parabéns pelo trabalho.
    Luís A Bassoli

  3. Carlos

    Conheço esse Magistrado há anos e tenho certeza que tudo isso é perseguição de alguns incompetentes da cúpula do Tribunal, eu sei muito bem o que ele passou lá em Duartina com alguns invejosos, pra não falar outra coisa. Ninguém da valor pra nada só sabem invejar o que a família dele conseguiu construir, e de uma forma honesta posso dizer.
    Lembro que ele comprava computadores caros com o seu próprio salário para informatizar o Fórum. E pelo que li em outros lugares foi descartado que ele usava bens públicos em beneficio da empresa familiar, e volto a dizer que foi ele quem informatizou a Fórum inteiro com seu salário.
    Meus amigos advogados falam que Duartina agora está uma bagunça com processos atrasados, antes era tudo mais ágil e rápido. Na minha opinião isso é um absurdo e quem sai perdendo é o próprio Tribunal. A inveja mata pessoal.
    Lá no Tribunal não tem processos atrasados, estão muito bem informatizados. E um Tribunal de primeiro mundo… Cadê o processo, você chegou a ver?

  4. Luiz Fernando

    Desculpa a minha sinceridade, mas com certeza isso é um equívoco. Sou morador de Duartina desde o nascimento e acompanhei muitos juízes que aqui estiveram e tiro o chapéu para o Magistrado Alípio Cara, sempre solícito com a comunidade. Duartina, enquanto esteve com o magistrado citado, foi organizada e tranquila, agora com seu afastamento, sim, as coisas estão fora do eixo. Como podem acusar esse juíz de tais coisas, um absurdo. Esse magistrado sempre foi discreto, procurou resolver os problemas da comunidade e sempre foi presente. Na minha humilde opinião tudo isso não passa de inveja de funcionários que não aceitam o fato dele ser honesto e digno, querendo assim, colocar em dúvida sua índole como magistrado. Acusá-lo de maracutaias é no mínimo ridículo! Maracutaias são os atos dos invejosos! O que mais as pessoas admiravam no magistrado durante sua permanência em Duartina era o fato dele nunca atrasar seus processos e tratar as pessoas sempre com muita humildade. Favorecer funcionária? Como assim? Ele não favoreceu a ele mesmo e nem sua própria família, como muitos fazem empregando pessoas ”amigas” em cargos importantes. Parar processos? Os processos na cidade nunca foram tão corretos e dentro do prazo desde que ele assumiu a cidade. Uso de servidor público e bens públicos em benefício de empresa familiar? Faz-me rir!!! Só porque a família do magistrado é honesta e conseguiu construir uma empresa de sucesso não significa que ele seja ilegal, imoral ou que faz maracutaias. Quer dizer que se eu virar juíz, minha família terá que ficar em casa, sem trabalhar, afinal, algum invejoso pode querer me acusar de algo que na verdade, o magistrado não cometeu! Outra coisa, essa informação foi contrariada: ”No caso dessa última conduta a prova foi apontada como contraditória” o que afasta essa informação descabida Isso conclui que a pessoa que escreveu isso aqui não tem muita credibilidade ou esqueceu de colocar essa informação na notícia. É triste saber que a justiça não é justa para os de boa-fé e que salva a pele de quem merece ser punido! Mas com certeza, a consciência tranquila é a melhor arma nesse mundo de injustiça, onde a justiça tarde e falha! Esses dias mesmo, estávamos conversando a respeito da cidade e muitas pessoas concordaram, desde que o magistrado Alípio Cara saiu, a cidade ficou perdida e bagunçada. Essas são as palavras de muitos moradores da cidade: ”Hoje damos mais valor do que nunca ao magistrado Alípio Cara, porque a cidade nunca teve um juíz tão correto e solícito à comunidade”. Quem perde com isso, no fundo, é a própria cidade e o TJ. Infelizmente! A inveja é a arma dos fracassados!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s