Funcionário do MP preso pela PF tentou comprar vaga para a mulher dele no Deic

Lee Men Tak, o homem-bomba do Ministério Público, preso pela Polícia Federal ano passado na Operação Wei Jin, tentou comprar uma vaga para a mulher dele, que é escrivã, ir trabalhar na Delegacia de Meios Eletrônicos do Deic. É o que mostram trechos de escutas telefônicas que captaram Lee pedindo dinheiro para conhecidos contrabandistas chineses para poder “comprar” a vaga. Os diálogos estão  no processo nº 2009.61.81.010296-5 da 3ª Vara Criminal Federal.

Nas gravações, que ocorreram entre maio e setembro de 2009, ele não fala em valores, mas diz aos amigos que precisa de dinheiro para aproveitar que o “Deic caiu” e conseguir uma vaga para a esposa.

Pesquisando nos nossos arquivos descobrimos que em julho de 2009, ocorreram mudanças na cúpula da Polícia Civil. O diretor do Deic na época era o delegado Marco Antonio Desgualdo que foi para o DHPP. E para o Deic foi designado o delegado Gaetano Vergine que lá está até hoje.

Os diálogos de Lee, servidor da área de inteligência do MP, ocorreram meses depois da posse do novo secretário. O MP provavelmente vai tocar este caso em banho-maria, porque Lee sabe muito sobre a instituição a que pertence e já deu uma amostra quando foi preso. Agora, será que a Corregedoria vai lá até Tremembé ouvir quanto dinheiro e para quem ele iria pagar para a mulher dele ir para o Deic?

Caros leitores vejam abaixo trechos dos diálogos flagrados pela PF. Colocamos um também que não é novidade para ninguém, mas é sempre bom mostrar quando aparece: Lee pedindo dinheiro aos comerciantes para serem avisados antes das operações na 25 de março.

 

 

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Funcionário do MP preso pela PF tentou comprar vaga para a mulher dele no Deic

  1. Kanda

    Muito bom. Às fls. 3-107 está esse texto que vc destacou, que eu acompanho pela pg da Justiça Federal. A publicidade é um princípio da Administração Pública, tudo sai publicado no DO online. Esclareço porque algum equivocado pode dizer que são informações confidenciais vazadas. Pode? Acontece.
    Eu pesquiso como 0010296-31.2009.4.03.6181, porque mudaram a ordem. Mas pode ser pesquisado pelo nome, que é melhor. Se bem que esse seu texto parece que vc copiou e colou do STF. Copio do http://www.jfsp.jus.br/ e fica em Word. Se quiser, QRU – te passo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s