Pastor com o diabo no corpo espanca vereador, mas depois diz que é contra violência

Waldir Luiz Lamberti, conhecido por Bady, é vereador pelo PTB de Presidente Alves, cidade do interior paulista. Ontem, ele foi agredido por um pastor evangélico e seu filho e seu irmão, no centro da cidade. Quem assistiu ficou surpreso e disse que o pastor estava “com o diabo no corpo”. O vereador denunciou o caso na polícia. O acusado do crime é o pastor evangélico Roberto Sertão, que ocupa o cargo de gestor da assistência social da prefeitura de Presidente Alves. O pastor, o filho de 15 anos, e seu irmão, o empresário Cláudio Sertão foram pra cima de Lamberti. Segundo o vereador, o a atitude foi “covarde e traiçoeira”. Ele diz que estava indo a pé até a Câmara. Ao passar por ele, o pastor, seu irmão e seu filho – que estavam dentro de um veículo – desceram do veículo e iniciaram as agressões contra ele com socos e pontapés. Ainda segundo Bady, os três teriam dito que, depois da “surra”, eles iriam matá-lo. Três testemunhas presenciaram as agressões. Logo após o espancamento, os três entraram no veículo e deixaram o local. A Polícia Militar foi chamada e orientou o vereador a prestar queixa na polícia civil. Antes disso, ele foi até o hospital local, onde foi medicado e recebeu sete pontos na boca, que tinha sido cortada. Bady disse que a agressão foi motivada por uma representação protocolada por ele no Ministério Público de Pirajuí no mês passado. No documento, ele pede que o órgão apure suposta irregularidade por parte da prefeita Sandra Regina Sclauzer de Andrade (PT) em relação à contratação de Roberto Sertão para o cargo de gestor municipal da assistência social e alega que o funcionário não tem “habilitação para exercer o cargo”. O pastor Roberto Sertão disse que atua como representante da Igreja Assembleia de Deus, existente há mais de 65 anos no município, e que faz diversos projetos junto a jovens e adolescentes pregando a não violência. Imagine se ele fosse adepto da violência…O cara devia estar tomado pelo Satanás na hora que fez “carinhos” no vereador.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Pastor com o diabo no corpo espanca vereador, mas depois diz que é contra violência

  1. CyberGuido

    Sabe o que é o pior? É o espancado ter que gastar com advogado se quiser que o poder público tome alguma providência. É o fim da picada. Quando eu era garoto o delegado da cidade resolvia cem por cento destes problemas. Por que mudou? Lobby de quem?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s