IMPAGÁVEL!!!

O candidato à Presidência José Serra no quadro “O povo quer saber”, do programa CQC:

http://www.tubechop.com/watch/65732

Para quem viu o vídeo e não entendeu a piada, segue um trecho da revista Piauí, em 2008:

Serra e Soninha se conheceram no Carnaval de 2005, primeiro ano do mandato de ambos, quando se encontraram no camarote da Prefeitura. “O Serra era um cara por quem eu tinha rejeição absoluta”, disse. “Achava ele ardiloso, truculento, arrogante. Mas depois que o conheci, o cara que eu detestava virou o cara que admiro e gosto muito.” No final do desfile, ela disse ao prefeito que gostaria de conversar, com calma, num café da manhã. “Como ele achou ótimo, fui ficando mais folgada, mais atrevida”, contou. Falou a ele que tinha o sonho antigo de, numa noite de sexta-feira, levar o prefeito de carro à Brasilândia, a periferia pobre na zona norte que ela freqüenta e onde tem amigos. Serra aceitou o convite e a vereadora frisou: “Não é um passeio com imprensa, comitiva, assessoria. É para andar e ver as coisas sem filtro.”

Dias depois, o prefeito lhe telefonou. Explicou que sofria de insônia e tinha dificuldade em levantar cedo, e sugeriu trocarem o café da manhã por um jantar. Jantaram num restaurante em Pinheiros, durante o qual ela defendeu uma mudança no sistema de pagamento de dívidas da Prefeitura com grupos de teatro. “No dia seguinte me ligou o secretário de Finanças da Prefeitura”, ela contou, “e disse que eu tinha toda razão.” O secretário baixou uma portaria modificando a mecânica do pagamento aos grupos teatrais.

Uma semana depois, Serra buscou-a em casa, às dez e meia da noite de uma sexta-feira, para um passeio pela Brasilândia que foi até a meia-noite. “Eu mostrei para ele todo o vai-e-vem das ruas no meio da favela, porque aquilo fervilha de gente saindo dos bequinhos”, contou a candidata. “Eu queria que ele visse aquela vida. A gente andou, andou, andou, andou, andou e andou. Para ele era cedo, mas para mim era tarde. Voltei para casa e fui dormir.”

Palmeirenses roxos, Soninha e Serra já foram juntos a vários jogos, com familiares e assessores de ambos. Algumas vezes, a confraria palmeirense, como ela chama, emenda para um jantar. Depois que ele virou governador, os encontros escassearam. “Às vezes, ele liga para contar que me viu em algum lugar e que eu estava muito bem, ou que me viu e eu estava muito mal, ou que alguém comentou que me viu e ele ficou super feliz e ligou para contar.”

Soninha definiu José Serra: “Ele gosta de mim, gosta das minhas filhas, somos amigos. O Serra é um cara sensato, imbuído de um ‘puta’ espírito de justiça e correção. Se ele descobrir que tem alguma coisa errada, e estiver ao alcance dele mudar, ele fará isso. Ele é muito expedito, é muito pá-pá. Ele tem essa impaciência positiva, uma rispidez da Mooca que às vezes é muito desagradável, até para os amigos.”

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “IMPAGÁVEL!!!

  1. Por que provocativa? Bastante pertinente a pergunta, dado o alto grau de amizade divulgado por Soninha e o também alto cargo da moça na prefeitura paulistana.
    Engraçado o Serra ter sido tão accessível com Soninha, quando se sabe que Gabriel Chalitta, vereador mais votado , tentou sem sucesso falar com o ex-governador por 5 vezes (e deixou o partido).

  2. Marcos

    Até em Paris ela mostrou coisas que não se vê com filtros para o alcaide!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s