Magazine Luiza humilha, xinga e ameaça funcionários que não cumprem meta de vendas

Querido leitor, aqui você lê os textos que a grande e independente imprensa não pública por causa dos seus interesses comerciais. Eis um caso abaixo:

O Ministério Público do Trabalho em Araraquara ingressou com Ação Civil Pública contra o Magazine Luiza, considerado a segunda maior rede de varejo no país, pedindo o fim do assédio moral em uma loja no município de Matão. O procurador Gustavo Rizzo Ricardo, autor da ação, também pede a condenação da empresa ao pagamento de R$ 500 mil por danos morais coletivos. Segundo ação, na pressão por produtividade maior, os trabalhadores eram submetidos a humilhações e declarações que ferem a moral, xingamentos e ameaças de demissão. A ação do MPT pede a regularização integral da jornada de trabalho, com concessão de intervalos e repousos, o fim da manipulação do controle de jornada e o término da alteração de cláusulas contratuais sem o consentimento dos trabalhadores. Além do assédio, a Gerência Regional do Trabalho de Araraquara, também acusa a loja de Matão de fazer “acertos” nos cartões de ponto, com o objetivo de evitar o pagamento de horas extras. Acusa a loja também de excesso de jornada, ausência de intervalos e descanso semanal, e alteração compulsória dos contratos. Informações da Assessoria de Imprensa do MPT da 15ª Região.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s