MP diz que vai investigar suposto pagamento de propina a promotor

Como será que vai terminar a investigação interna do MP?

O Ministério Público de São Paulo foi surpreendido com a revelação feita no início desta semana das descobertas feitas pela Polícia Federal e Ministério Público Federal na Operação Castelo de Areia – aquela que desvendou esquema das grandes empreiteiras que pagavam propina para políticos e autoridades para ajudá-los a ganhar licitações de grande obras. Parece que não era só para políticos.

Foram encontrados documentos e listas de supostos pagamentos de propinas a vereadores, deputados estaduais, federais, senadores, membros do executivo de vários estados, sobretudo do PSDB em São Paulo.

Porém, no meio da papelada apreendida na casa de um diretor da empreiteira, responsável pela distribuição do dinheiro, havia referências à obra do Metrô da Linha amarela – aquela que desabou e matou 8 pessoas em 2007. Um dos documentos deste caso chamou a atenção dos investigadores, porque fazia referência a suposto pagamento de propina para membro do Ministério Público. Apuramos que no papel estava escrito a sigla “MP”, iniciais, valores e também a seguinte anotação “depois do arquivamento”. Para variar, também havia uma folhinha para a Polícia Civil.

A Procuradoria da República em São Paulo encaminhou a documentação para o Conselho Nacional do Ministério Público. O corregedor do órgão abriu procedimento no começo da semana. Também foi comunicada a Procuradoria Geral da República e o Ministério Público em São Paulo. A história vazou e foi parar nos jornais.

Ontem à noite, três dias depois da revelação, o MP divulgou uma nota informando que vai investigar o suposto pagamento de propina a promotores que estariam na famigerada lista da empreiteira do Metrô. Informaram que não haviam sido comunicados oficialmente, mas com base em reportagens abriram investigação. Nos bastidores, o clima é de mal-estar e desconfiança geral.

O Blog do Imbroglione fez um breve levantamento das investigações internas do Ministério Público de São Paulo e dá uma pista de como terminará a rigorosa investigação da instituição neste caso. Veja abaixo e tire suas conclusões:

Promotor matou jovem em briga na praia. Resultado: arquivado

Promotor matou motoqueiro porque achou que ia assaltá-lo. Resultado: arquivado

Promotor embriagado atropelou e matou pessoas no interior de SP. Resultado: arquivado

Promotor namorado de advogada do PCC foi flagrado vazando informações de investigações. Resultado: arquivado

Promotor suspeito de ligações com lavador do tráfico de drogas. Resultado: arquivado

Promotor acusado de molestar famosa estudante loira que matou os pais. Resultado: arquivado

Promotor endossou ato de delegado que deixou de investigar empresa, ligada aos tucanos, suspeita de integrar máfia dos medicamentos. Resultado: promovido

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s