Quando a elite se junta

Bairro do Pacaembu, parte nobre do ojo de bife da elite paulistana. Porta do estádio mais tradicional da cidade. Alguns passos da Faap, cabide de estudo de patricinhas e playboys. Sob o nariz da concentração do pib judáico. Paraíso fiscal do tucanato.

Foi nesse palco, na última sexta-feira de labuta, que a nata intelectual do País se reuniu para discutir o nosso futuro.

Vejam, com os próprios olhos, o embate sócio-econômico protagonizado pelos alunos das duas mais importantes faculdades do Brasil, a Poli de Engenharia e a Paulista de Medicina:

É isso aí. Isso que você viu. Um bando de idiotas se atirando fruta, em pleno dia útil, em praça pública.

Para que isso não vire um tratado (as imagens falam por si), lanço as perguntas mais óbvias:

Qual era o objetivo? Fazer figuração para o Pânico na TV? Que se crie, com urgência, a faculdade de paniquetes. A relação candidato/vaga vai explodir.

Eram essas frutas podres? As imagens contestam. Preciso dizer que havia destino mais adequado do que esse? E não estou me referindo a atirar pepinos em orifícios estudantis.

Quem limpou a Praça Charles Miller? Esses filhos da %#$@ se deram ao menos a esse trabalho ou estavam atrasados para a disputa de Wii no Centro Acadêmico?

Por que a praça estava vazia? Nada de transeuntes, nada de carros estacionados. Por acaso, alguma autoridade deu respaldo a esse escárnio ao cidadão carregador de tijolo?

——————————————–

Segue o resumo do evento, extraído do site da Atlética da Poli:

“CORSO 2009
Muito tempo se passou e até agora a poeira continuou baixa, muitos acharam que ela não ia voltar. Mas mesmo que o exército inimigo faça de tudo para que isso não aconteça nunca mais, achando que a paz está estabelecida de vez, o espírito de guerra de nossos guerrilheiros sempre fala mais alto e exige acontecimentos que entrem para a história…

O som de uma corneta anunciando uma nova guerra, o ruído de um tomate atravessando a imensidão do céu com direção certa, um mamão se dividindo aos pedaços tentando ocupar cada parte do universo, são cenas como estas que instigam o orgulho dos guerreiros mais saudosos e exigem do espírito vindo de nossos ancestrais que seja declarada mais uma batalha.

Por isso é a hora de todos aproveitarem essa chance e participar de mais essa batalha.

A tradicional guerra de frutas podres entre POLI x Paulista está de volta e conta com você em nossos exércitos!”

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s