Cadê os santos da dona Cida?

Dona Cida Nazaré, alcunha de Maria Aparecida da Silva, acusada de aplicar o golpe da casa própria em mais de dez mil pessoas, é macumbeira de carteirinha.

Ela mora numa casa na zona leste da capital paulista, local em que faz seus despachos e chama os santos. Mas parece que o candomblé, o ramo que professa, não está do lado dela.

A mulher teve o pedido de prisão pedido pela Polícia à Justiça. Além disso, ela foi procurada em seu escritório e em casa por gente enfurecida por terem sido vítimas de um golpe.

Resumo da ópera: ela fugiu, desaparece, escafedeu-se. O portão da casa dessa pilantra é um acinte: está ali pintado um caramujo em cima de uma margarida. O caramujo é o símbolo do bicho que carrega sua casa.

Essa mulher só está impune porque sempre foi protegida por quem deveria prendê-la.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Corrupção, Justiça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s